Blog do Luis Castro -

Município promove capacitação em saúde mental

Na manhã de quarta-feira (21) a Prefeitura Municipal de Codó realizou no auditório da Escola Municipal Estevam Ângelo de Sousa, uma Capacitação em Saúde Mental com o Tema: “Automutilação e Suicídio”, em atendimento à Lei Federal N.º 13.819, que instituiu a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio em todo o País. Para o Secretário de Educação, Ricardo Torres, é importante pensar e agir de forma coletiva, contando com toda a comunidade escolar, família e os próprios alunos, informando, conscientizando e contribuindo com a prevenção ao suicídio e violência autoprovocada.

É um assunto muito sério, delicado, complexo e que precisa ser bem debatido e explicado. É um problema de saúde pública e, por meio do esclarecimento, da educação, da prevenção, da saúde e da assistência social precisamos combater. É importante o debate deste tema com professores, profissionais da educação, da saúde, da assistência social e dos estudantes. é um tema muito sério e precisa ter toda a nossa atenção”, colocou o vice-prefeito e secretário de educação, Ricardo Torres.

O objetivo do projeto é capacitar educadores e agentes comunitários de saúde, para que possam identificar mudanças de comportamento, comportamentos de risco relacionados à depressão e ao sofrimento na adolescência, e a partir desta identificação, possam realizar os encaminhamentos à rede municipal de saúde. “É importante que estejamos atentos a todas as mudanças de comportamento em relação aos adolescentes, jovens e até a crianças. Depressão é coisa séria e pode levar a pessoa as últimas conseqüência”, explicou Rosilda Pereira.

O psicólogo Antônio Soares, da Cidade de Caxias, foi quem esteve realizando a palestra para os profissionais da Saúde e da Educação, explicando como podemos observar o comportamento de adolescentes e Jovens, que possivelmente estejam passando por esse tipo de problema. “A depressão e os transtornos da mente são um caso de saúde pública e um mal cada vez mais recorrente na sociedade, sobretudo entre os jovens. Portanto é necessário o envolvimento de todos para a detecção e o encaminhamento dos jovens afetados por estes males ao tratamento e assistência adequada”.

Acom – PMC

 

Categoria: Uncategorized