Blog do Luis Castro -

Vereador André Jansen fiscaliza possiveis falhas onde escoamento da água dos quintais próximo ao Parque Ambiental não vai funcionar

Após a inauguração do Parque Ambiental, moradores falam que foi a última vez que viram o secretário Marcelo Coelho. Os mesmos querem mostrar ao secretário responsável pela grande obra a falha que pode agravar muito no inverno.

O trabalho de escoamento da água dos quintais das residências que fica próximo ao parque pode não da certo já que com uma pequena chuva já acumulou água nos quintais.

O vereador André Jansen foi fiscalizar de perto e constatou de perto os moradores comedo das grandes chuvas. Casas estão minando água na sala.

Na foto acima pode ver a água acumulada onde em vez de descer ao canal feito, a água voltou para dentro das casas onde quando a chuva vir forte vai levar muita água para dentro das casas.

O vereador se comprometeu falar com o prefeito Francisco Nagib onde sabe que com certeza o prefeito vai fazer algo para amenizar o problema que poderá ocorrer.

O vereador irá ver o que o secretário vai resolver, caso o secretário não se mova o vereador irá fazer um requerimento exigindo a solução do problema.

 

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, é preso

Pezão teria recebido mais de R$ 25 milhões entre 2007 e 2015, segundo a PGR (Procuradoria-Geral da República). O valor –que, corrigido pela inflação, passa de R$ 39 milhões– seria incompatível com o patrimônio declarado pelo governador à Receita. A PGR pediu o sequestro de R$ 39 milhões de bens de Pezão. 

Ao solicitar a prisão do governador, a procuradora-geral mencionou que Pezão foi secretário de Obras e vice-governador de Cabral entre 2007 e 2014, “período em que já foram comprovadas práticas criminosas”. Dodge, porém, aponta que haveria uma nova descoberta: Pezão teria operado um “esquema de corrupção próprio, com seus próprios operadores financeiros”.

Além de suceder Cabral na liderança do esquema criminoso, “Pezão deu suporte político aos demais membros da organização que estão abaixo dele na estrutura do poder público e, para tanto, recebeu valores vultosos, desviados dos cofres públicos e que foram objeto de posterior lavagem”, disse Dodge no pedido ao STJ.

As investigações se baseiam em delação do economista Carlos Emanuel Carvalho Miranda, ex-operador financeiro do ex-governador, homologada no ano passado.

O atual governador tem sido citado nas investigações sobre Cabral desde 2017, apelidado de “Big foot” e “Pé” em anotações sobre as supostas propinas. Pezão, porém, sempre negou as citações.

Além do mandado de prisão contra ele, foram expedidos outros oito mandados de prisão:

  • José Iran Peixoto Júnior, secretário de Obras
  • Affonso Henriques Monnerat Alves Da Cruz, secretário de Governo
  • Luiz Carlos Vidal Barroso, servidor da secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico
  • Marcelo Santos Amorim, sobrinho do governador
  • Cláudio Fernandes Vidal, sócio da J.R.O Pavimentação
  • Luiz Alberto Gomes Gonçalves, sócio da J.R.O Pavimentação
  • Luis Fernando Craveiro De Amorim, sócio da High Control Luis
  • César Augusto Craveiro De Amorim, sócio da High Control Luis

Pezão é o terceiro governador do Rio de Janeiro preso e o primeiro em cumprimento do mandato – Cabral e Anthony Garotinho são os outros dois. Também foram detidos, anteriormente, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (MDB), e vários parlamentares da Casa.

Por meio de sua assessoria, o governador eleito do Rio, Wilson Witzel, disse confiar na Justiça e na condução dos trabalhos pelo STJ e pela PF. Afirmou ainda que “a transição não será afetada” e que a “a equipe do governador eleito seguirá trabalhando para mudar e reconstruir o Rio de Janeiro”.

Prefeito Nagib entrega trailer comercial pelo programa Codoense Empreendedor

Desde seu primeiro dia de governo, o prefeito de Codó, Francisco Nagib, vem investindo e incentivando a livre iniciativa dos pequenos comerciantes do município. Por meio de boas parcerias com o Governo do Estado, como o programa Mais Renda, o prefeito beneficiou cerca de 100 famílias com instrumentos de trabalho no ramo da beleza e de alimentos. Na ocasião, o gestor entregou 60 carrinhos de lanches, e 50 kits para manicure e cabeleireira, oportunizando a inclusão socioprodutiva para pequenos comerciantes.

Esta semana, o prefeito voltou às ruas para fazer a entrega de um trailer comercial para a venda de alimentos a um pequeno comerciante da cidade. Por meio do programa Codoense Empreendedor, o comerciante conhecido como Gaúcho recebeu das mãos do prefeito o tão sonhado Trailer, que dará a ele melhores condições de trabalho, produtividade e renda. “Foi realmente um pedido que fizemos ao prefeito e ele hoje está ao nosso lado cumprindo seu compromisso. Obrigado”, agradeceu Gaúcho.

Para o prefeito Nagib, promover a livre iniciativa e incentivar o empreendedorismo ao pequeno comerciante são ações importantes para o desenvolvimento econômico e social de Codó. “O Trabalho não para. Estamos na Rua da Bomba, fazendo algo de grande relevância para aqueles que acreditam no trabalho para o sustento de suas famílias. Como prometemos, estamos entregando o trailer do Gaúcho, que já trabalha há cinco anos vendendo espetinho para a população. ele queria melhor condição e uma estrutura adequada para trabalhar e tirar o sustento de sua famílias. Prometemos, e aqui está. Desejo muita sorte, ótimas vendas e sucesso ao nosso amigo!”, concluiu o prefeito.

Ascom – PMC